Porta Giratória – Mario Quintana

Porta Giratória – Mario Quintana

Mario Quintana 249 páginas
5.0/5.0
SINOPSE
Editado originalmente em 1988, 'Porta giratória' reúne textos publicados por Mario Quintana no jornal Correio do Povo, de Porto Alegre. O próprio poeta chamou esses fragmentos de 'crônicas' - uma solução simples que, como costuma acontecer também com sua poesia, escamoteia a variedade que lhe está por trás. Pois o fato é que existe uma indefinição de gênero que ele explora ao alternar comentários e reminiscências com aforismos e poemas breves - estes últimos publicados numa seção do jornal intitulada 'Caderno H' (de onde foram extraídos textos para o livro homônimo, também publicado pela Globo). Quintana é de fato cronista, no sentido consagrado por uma tradição muito brasileira, na qual figuram outros poetas como Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira. Mas também é autor de epigramas que o inscrevem numa linhagem menos freqüente em nossa literatura - e que muitas vezes aparecem plasmados na forma de poemas de apenas uma ou duas linhas, estocadas rápidas de uma inteligência vivaz, que destila a experiência num lampejo. O tom galhofeiro encerra uma poética caracterizada tanto pelo tom desinflado e pela argúcia lingüística quanto por uma disposição de examinar a realidade à volta sob novos ângulos. Como se estivesse diante da porta giratória do título, contemplando a fugaz presença das coisas, Quintana faz comentários sobre acontecimentos e personalidades públicos, reflete sobre costumes e temas sérios, inserindo neles uma nota de irreverência com a qual dá uma piscadela para o leitor.

Leia também...

Poemas – Fernando Pessoa...
Poemas – Fernando Pessoa...
Uma antologia de poemas de Fernando Pessoa e de seus hete...
Detalhes
Ventos do Apocalipse – Paulina Chiziane...
Ventos do Apocalipse – Paulina Chiziane...
Guerra, destruição, miséria, sofrimento, humilhação,...
Detalhes
Odisséia – Homero...
Odisséia – Homero...
“Odisseia” é uma narração que nos leva à ...
Detalhes
A Vida Passada A Limpo – Carlos Drummon...
A Vida Passada A Limpo – Carlos Drummon...
Os poemas de A Vida Passada a Limpo revelam não só ...
Detalhes